Excessos

Posted in Uncategorized on outubro 4, 2016 by gilknup

smile-derrete

Excessos são bons
O que não quer dizer que também não façam mal
Gostar demais é um problema
Pois quando lhe falta, causa abstinência

Ai então
Você fica louco
Fica escroto
Fica estranho
Quebra tudo
Como se o mundo fosse o culpado
Da sua falta de escrúpulos.

Excessos são bons
O ruim é quando acaba
Te transforma em outro
Te deixa triste
Te passa raiva

Excessos são bons
mas a gente nunca está satisfeito
As coisas vem e vão
E nada nunca é perfeito

Não espere por perfeição
ou morrerá sem nada
na solidão

Ter algo ou ter alguém
Não te faz dono de ninguém
Cada um faz o seu corre
Respeito é pra quem tem!

(Gilcélio)

Anúncios

Sobre se perder, se encontrar e continuar perdido

Posted in Uncategorized on setembro 28, 2016 by gilknup
contro yourself.jpg

A minha luta contra o sistema sempre foi mais pessoal do que ideológica, mais para destruí-lo do que para construir um mundo novo (mesmo que destruir o sistema seja uma alternativa para se construir um mundo novo). Quando criança o sistema que me oprimia era o meu pai, ele era o policial que me espancava, o pastor que me alienava e o político que me enganava… ai depois eu cresci e percebi que não era só ele que era assim, mas essa porra toda que no qual estamos inseridos que é controlado pelo capitalismo a religião e o estado, foi ai que nasceu o ódio e revolta dentro de mim, de forma insana, caótica e autodestrutiva… só um tempo depois com o punk e o anarquismo pude conscientizar esse sentimento e consegui colocar isso para fora de uma forma mais produtiva do que destrutiva; através do D.I.Y. encontrei alternativas para poder me expressar e me encontrar dentro da “perdição” que submundo do underground me levava, primeiramente produzindo zines com textos meus e de amigos que compartilhavam do mesmo sentimento, expressando sobre tudo que nos deixava putos e nos matinha vivos, logo após com poesias, em seguida através da música berrando uns grindcore e atualmente pelo pixo que me enche de tesão pela sua clandestinidade, poesia e desobediência civil (não que eu tenha deixado de fazer as outras coisas citadas).

Mesmo que atualmente eu esteja mais maduro em relação a essa realidade após ter vivido coisa pra karai nesse baguio, sei que ainda tenho muito para viver e que agora to mais afim de construir do que de destruir, de priorizar o amor e as coisas boas que a vida me traz… infelizmente ainda tenho muito ódio e revolta dentro de mim, uma indignação constante de como a vida é, um inconformismo diário de como devo ser e insatisfação contínua de como as coisas são e é isso que me faz punk.

Nesse ponto da vida as coisas que me importam são diferentes das que eu me importava a alguns anos atrás, sei lá tudo que quero é ficar de boa fazendo o que eu acho massa junto de quem eu gosto e é isso ai, claro que dia após dia sempre subversivo… mas é tão difícil e as vezes me sinto tão sozinho mesmo com várias pessoas ao meu redor, que sei lá viu… isso me mostra que algumas feridas ainda estão abertas e isso não me deixa de boa para viver em paz, não sei lidar muito bem com as obrigações que a vida me traz e isso me deixa puto e as vezes inerte. Preciso me cuidar, seguir em frente e evoluir porquê a vida é isso ai, ontem estávamos em um lugar hoje estamos em outro e o tempo não para, para que você decida o que vai ser ou fazer da vida. 

(Gilcélio)

Pessoas me dizem que…

Posted in Uncategorized on agosto 27, 2016 by gilknup

coração explode

Pessoas me dizem que eu devo votar
Escolher um político que irá me representar
Que da minha vida ele irá cuidar
E decidir o que for melhor pra mim
Diante de outros que só querem o melhor pra si… HAHAHA !

Pessoas me dizem que eu devo escolher nem que seja
O menos ruim para os abutres não dominar,
Mas meu querido, só te digo que com a manutenção dessa bosta
Não vou contribuir e que esse sistema e o estado, eu quero destruir. (A)

Pessoas me dizem que em Deus devo acreditar
Pois já que não conseguiram se encontrar e se libertar
Algo grande e invisível tem que nos ajudar… Então tá 

Pessoas me dizem que eu devo me adequar
Ser como todos são, para conseguir me socializar
Outros me dizem que eu devo obedecer, abaixar cabeça
Se submeter, sabe porquê?
Porque devo trabalhar, me sustentar, comprar, ter dívidas e contas para pagar…

E o que eu digo?
Que devemos evoluir, nos encontrar, se libertar!
De tudo isso que quer nos prender, nos calar…
Desobedecer, meter o louco… Amar.

Isso não é papo de libertário politizado que busca mudar o mundo, acredito sim que um dia as coisas possam ser melhores, depende do ponto de vista, de onde e com quem você está e o que está fazendo para sua vida melhorar, pois o processo é lento e não vai ser agora que isso vai rola e se eu me preocupar demais com isso, só irei me frustrar. Esse papo é de alguém que quer ficar de boa sem ninguém enchendo o seu saco, pois a sua revolução e liberdade é você quem faz, de baixo para cima de dentro para fora fazendo o que curte, junto com quem você gosta.

(Gilcélio)

A sua dor as vezes parece ser a maior de todas e você também pode achar que isso é culpa de todo mundo, mas essa dor é só sua e a culpa também.

Posted in Uncategorized on julho 4, 2016 by gilknup

coração ferido

As vezes acho que estou fudido em relação a determinadas coisas que acontecem ou não acontecem comigo mas sempre encontro pessoas que estão mais fudidas do que eu e estão lidando com os seus problemas da pior forma possível descontando suas frustrações nas pessoas, se entregando a dor e aquilo que te fode mais ainda. Sinceramente não me importo muito com a dor de quem eu não gosto ou não conheço, mas para os chegados só posso dizer uma coisa toma atitude e faça algo para melhorar sua vida veio, foque naquilo que você tem de melhor ou então se mata logo porquê esse mundo ta cada dia mais fudido e se você vai se entregar vai ser daqui pra pior.

A vida é foda, quanto mais o tempo passa mais ele pesa a sua onda eu super queria que caisse um cometa na terra e acabasse com essa porra toda só pra não ter que se preocupar em fazer, ser, ter, pagar, comprar e dizer mais nada mas não vai cair cometa, esse mundo não vai acabar e vamos continuar aqui vivendo da forma que buscamos e merecemos até algo nos matar e mesmo quando morrermos esse planeta vai continuar as coisas vão acontecer e tudo vai fica ai se acabando e se reconstituindo todos os dias.

Não vou dizer o que você deve ou não fazer para viver de boa porque eu ainda só imagino como é isso, não vivo, só sei que tenho que sobreviver, fazer aquilo que eu acho massa, focar no que tenho de bom e tentar manter isso perto de mim. Sei lá ta tudo muito confuso cada um no seu rumo buscando aquilo que é melhor para si, gente fudida pra todos os lados independente de gêneros e classes, gente que tem tudo chorando e querendo morrer, gente que não tem nada na luta e na busca para ser feliz e viver, é tudo muito desigual é estranho ver pessoas que tem tudo sem precisar de fazer nada infelizes e reclamando de barriga cheia e gente que não tem porra nenhuma felizes por manguear um rango e reciclar frutas e verduras na feira a liberdade e a felicidade realmente não tem preço, mesmo que você queira pagar com a sua própria vida,  o ser sempre será mais importante que o ter.

A sua dor as vezes parece ser a maior de todas e você também pode achar que isso é culpa de todo mundo, mas essa dor é só sua e a culpa também.

 (GiL)
 

Carta-Poesia

Posted in Uncategorized on junho 2, 2016 by gilknup
contraste
Porra véi, você me fez chorar
Não to nem acreditando numa coisa dessas
Fico até envergonhado por parecer tão vulnerável
sensível, dramático… blargh.
 
De bobo antes eu só tinha a cara
Agora também tenho o coração
Foi só eu me entregar ao seu amor
Que fiquei sujeito a também sentir a sua dor
 
Que é parecida com a minha
Mas enquanto a sua alma é colorida e deboísta
Desde pequeno a minha é preto e cinza
E converti isso num estilo de vida
Ou você acha que esse tanto de tatuagem
música barulhenta e punkeragem
foi porquê eu tava feliz da vida?
 
Não sou um exemplo a ser seguido
Por mais que conselhos a ti eu digo
E esses mesmos eu não sigo
Digo porque eu te amo meu bem
E por você ser boa demais
Por ter certeza que você é inteligente
Especial e super capaz
 
A realidade é uma merda
Jamais te direi que não
As coisas sempre mudam
E as pessoas vem e vão
Se ficarmos parados lamentando
Ela nos engole sem perdão
 
Virar adulto também não é fácil
É se responsabilizar por si mesmo
Abrir mão de tudo aquilo que te dão…
Mas para crescer e evoluir
Temos que encarar
Pois só topando a realidade de frente
É que encontraremos o nosso lugar.
 
Nossos defeitos podem até ser iguais
Mas nossas qualidades são diferentes
Por isso você me completa
E acrescenta tudo que em mim é ausente.
 
Sonho contigo sempre estar
Construir algo novo em outro lugar,
Um lugar que seja lindo
Onde a vontade possamos viver,
Um cachorro e um gato ter…
Com uma rede no quintal
Plantas, uma horta e frutas para colher
Sem se preocupar com que horas são
Ou se tem algum trabalho para entregar.
 
 (GiL)

Poesia e boêmia

Posted in Uncategorized on janeiro 19, 2016 by gilknup
poesi e boemi
Poesia e boêmia
duas amigas minhas
que me acompanham sempre
dia após dia
bebo e fumo mesmo
e daí?
É porque eu gosto
por estar afim
Foda-se quem se importa?
Quem esta aqui?
Multidões me fazem
se sentir ainda mais sozinho
e ficar doidão existindo
nao devo satisfação
e muito menos explicação
só sei que é assim
que a vida me leve
para onde eu tiver que ir.
(GiL)

Que tudo pare

Posted in Uncategorized on janeiro 14, 2016 by gilknup

12187668_1821056884788045_6552676776096578121_n

Quero que tudo pare
O calor, o tédio, a falta
A preguiça, as desgraças…
Quero que não haja mais responsabilidades
Relacionadas a coisas rasas
Obrigações burocráticas e pessoas sistemáticas

Que haja respeito mútuo
Nas diferentes escolhas
Que a voz ativa não seja somente de uma pessoa

Que tudo se exploda, mas destrua somente as coisas
Para que o vivo está, continue e os objetos se dissolvam
Para que todos vejam, que tanto o problema
Quanto a solução são as pessoas.

(GiL)