Arquivo para junho, 2013

Desespero de um desgraçado

Posted in Uncategorized on junho 25, 2013 by gilknup

Imagem

Em estado de inércia
Sinto-me na merda
Procurando algo que me falta
Sem saber o que me resta

Cabeça cheia, coração vazio
Me encontro oprimido e totalmente sozinho
Muito barulho em todo lugar
Pessoas tristes que não sabem sonhar

Então de repente, sinto medo do meu inimigo
Medo de não saber o que fazer durante o conflito
Sim eu sou ridículo, esquisito e tímido

Estado, emprego, faculdade, burocracia e responsabilidades
Lidar com gente, ficar sorridente, para não parecer um chato
Ai meu saco, sou um péssimo ator pra continuar nesse teatro.

(Gilcélio)

 

Birra de criança…

Posted in Uncategorized on junho 25, 2013 by gilknup

fundo-blog.jpg

Se conforme criança tola
seus amigos são egoístas
os seus pais não gostam de você
e o amor da tua vida
está ocupado demais para te vêr

Não chore mais criança carente
Se a dor que te alivia
é a mesma que te prende
“se contente” !

A rua é a única
que te oferece um banquete
de drogas, vida barata e cerveja quente
É sincera e cheia de sombras
e não gosta de você
quer te matar e você não sabe porque

Não fique na rua até tarde, criança
Os estranhos já não são tão estranhos agora
E se chove lá fora, talvez eu deva continuar lá
Eu já não ligo de me resfriar
Criança, deveria voltar para casa,
mas para a casa não sabe voltar…

(Tita)                  

Fonte: http://doceacidez.wordpress.com/                                                                 

NãO sE caLE, gRiTe PoR sUa LibERdAdE

Posted in Uncategorized on junho 18, 2013 by gilknup

The so-called "Black Block" takes part i

Por que devemos nos calar diante de um governo, se eles estão tomando a nossa liberdade! 

Só me calarei  quando me derem uma resposta convincente de que
existe alguém que seja mais que eu ,ou diferente de mim !!
Eles Querem tapar sua visão,
Querem roubar sua audição
Eles querem tirar sua voz
Querem tomar sua liberdade
E não querem saber de igualdade
E as pessoas por medo, talvez,
Fogem da realidade
Vivem num mundo de sonhos
E ilusões… Fazendo assim, com que eles celebrem. A vitória de ver todos calados
De ver todos parados
De ver as pessoas sem ação
É isso que o governo quer…
Por isso, não seja uma pessoa.
Que por medo, não luta.
Vença seu medo,
Não deixe o governo te vencer
Não deixe que eles façam a sua 
Mente e corrompam sua vida
Um  verdadeiro livro de contos
Onde o “final feliz “
São eles quem fazem…
Sua liberdade é sua…
Portanto brigue por ela sempre!
 

” # “

Posted in Uncategorized on junho 13, 2013 by gilknup

tumblr_lhhqenC0Cb1qhcqg8o1_500

“E logo no dias dos namorados
um desamor profundo a todos
Desamo todos
Desalmo eu
fodam-se tus”

(Anne Alves)

SONETO DA RAZÃO DO LOUCO

Posted in Uncategorized on junho 10, 2013 by gilknup

Imagem
Se controlado, então passo a ser outro…
mas, se me mostro livre e original
a sociedade prima pelo igual
e logo diz que sou só mais um louco.
.
Se invento coisas, tal como um deus absorto
– posto que em mim existe um mundo real –
alguém me interna; e pra curar o ‘mal’…
…ganho torturas para a mente e o corpo.
.
Mas, alguém sabe sobre o certo e o errado?
Por isso indago;… e quem puder me diga:
– Serão malucos todos em suplício?
.
– Quem mais merece estar dentro do hospício:
o homem insano… pronto para a briga?
ou… o homem normal… passivo feito gado?

Embriague-se

Posted in Uncategorized on junho 10, 2013 by gilknup

Imagem
É preciso estar sempre embriagado. Isso é tudo: é a única questão. Para não sentir o horrível fardo do Tempo que lhe quebra os ombros e o curva para o chão, é preciso embriagar-se sem perdão. Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser. Mas embriague-se. E se às vezes, nos degraus de um palácio, na grama verde de um fosso, na solidão triste do seu quarto, você acorda, a embriaguez já diminuída ou desaparecida, pergunte ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, pergunte que horas são e o vento, a onda, a estrela, o pássaro, o relógio lhe responderão: “É hora de embriagar-se! Para não ser o escravo mártir do Tempo, embriague-se; embriague-se sem parar! De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser”.

(Charles Baudelaire)

NãO vOu PaRaR

Posted in Uncategorized on junho 8, 2013 by gilknup

sem cercas

Lutarei contra a maré se preciso for,
Ate chegar ao meu objetivo,
Porque acredito em mim,
Sei que sou capaz e que posso
Irei até o meu limite para prosseguir,
Até que me provem do contrário,
Não irei desistir.
Sei que lutarei contra as possibilidades,
Mas não desperdiçarei as oportunidades.
Minha arma é a minha determinação,
Minha força, a certeza que posso.
Minhas asas cresceram,
Lançarei-me do penhasco sim,
Como vôo de águia…

 

5481_661042957245627_351697315_n 

Rumo ao meu destino que tracei,
Ao horizonte dos desafios e das conquistas
Elevarei minhas asas, para liberdade.
E por vezes se preciso vôos rasantes farei,
Para minha sobrevivência,
Mas jamais desistirei sem tentar,
Para conquistar o que a mim foi proposto,
Viver intensamente até o meu ultimo fôlego. Como bicho selvagem quem sou…
Porem racional como ser humano,
Mesmo sendo um pássaro ferido
Não cairei do galho…
E nem sentirei pena de mim mesma.

(Tita)

“Não tenho dinheiro, rumo, nem identidade muito menos futuro ou popularidade mas na simplicidade com você divido minha vaidade, minhas idéias, atitudes  viver com justiça amor e liberdade”